16 de dezembro de 2015

Mais um problema causado pelo Aedes Aegypti?

Nada é permanente neste mundo cruel,
nem mesmo os nossos problemas.
Charles Chaplin

A quantidade de vírus carregada pelo mosquito Aedes Aegypti aumenta cada dia mais no Brasil. Ele começou cedo despejando a Dengue até que a sociedade acordasse e começasse a perceber que ele ao contrário das autoridades da Saúde Pública, trabalhava dia e noite.
Quando pensaram que era só a Dengue ele começou a espalhar a Chikungunya, uma versão 2.0 da Dengue, ainda mais dolorida e pior. A sociedade continuou espalhando e mantendo quintais sujos sem que houvesse reação das autoridades do Poder Executivo Municipal.
As duas versões ainda estavam assombrando e enchendo os Prontos Socorros quando apareceu a terceira carga de vírus do mosquito terrível – O Zika vírus.
Os sintomas incluem para estes vírus inoculados pelo Aedes Aegypti: Febre, dores nas articulações e músculos do corpo, manchas na pele, dor de cabeça, apatia e até conjuntivite. Tudo isso acompanhado por um mal estar geral que irrita e deixa as pessoas nervosas.
Depois de ver todo o estrago que esse pequeno mosquito consegue fazer e a dificuldade com que o poder público e as autoridades da saúde têm para combatê-lo aliado ao descaso da população para com a higiene e a limpeza de seus imóveis fico preocupado que ele possa trazer a explicação para um novo problema que afeta a nossa nação – A Corrupção dos Políticos.
Uma tese de epidemiologistas ganha força enquanto estudam o mosquito Aedes Aegypti. A de que ele possa transmitir o vírus da corrupção. Isso explicaria por que temos tantos políticos corruptos em nosso país. O mosquito como todos já sabem é democrático, ele pica ricos, pobres, classe média, independente de credo, raça, cor ou filiação partidária.
Sendo assim, de vereadores ao cargo máximo da nação todos podem ser picados pelo mosquito e ter o vírus da corrupção injetada em seu sangue. Transformando aquele candidato que tudo prometia (inclusive honestidade) em um verme corrupto e sem vergonha que infesta nosso país. Esse vírus é chamado nos laboratórios de Propinus Brasilienses.
Assim o Aedes Aegypti além de levar várias doenças e até poder levar à óbito aqueles que são picados por ele, ainda poderia ser o responsável pela disseminação de tanta corrupção, recebimento de propinas, aberturas de contas em paraísos fiscais, sonegação fiscal, formação de quadrilhas, pedaladas fiscais, desvio de erário, fraudes em órgãos públicos, nepotismo, etc.
Como a impunidade mantém a solta os corruptos temos que eliminar o mosquito, ou talvez, o contrário, isolar o mosquito ou até prendê-los e eliminar os políticos... A ciência nos dirá!

Nenhum comentário: