5 de julho de 2013

Batra em Bauru dando exemplo para o país!

Pecar pelo silêncio, quando se deveria
protestar, transforma homens em covardes.
Abraham Lincoln


Em novembro de 2009 alguns amigos cansados de tanto reclamar e nada poder fazer contra as mazelas na sua cidade, de não ter ferramentas a mão para utilizar no combate à corrupção, na fiscalização por transparência e ética na vida pública do seu munícipio, resolveram unir forças e criar uma entidade que pudesse ajudá-los aatingir seus objetivos.

Nascia então no interior de São Paulo na cidade de Bauru, a BATRA – Bauru Transparente, uma entidade sem fins lucrativos, apartidária, que não recebe verbas públicas. Dispostos a juntar forças, nasceu à vontade de transformar o sonho em realidade. Iniciaram as primeiras conversas em reuniões de sonhadores, que tinham a vontade real de mudar sua cidade. 
Foram conhecer a Matra - Marília Transparente, organização que vinha realizando inúmeras atividades em prol da sociedade daquela cidade e se destacando no combate à corrupção.
Num sábado, no início de agosto eles foram recebidos pelos seus diretores e Conselheiros, que os orientaram como dar os primeiros passos, relataram suas dificuldades, vibraram com suas conquistas, e demonstraram, em suas palavras e atos, um enorme sentimento de realização pessoal.

Empolgados e entusiasmados com a viabilidade de também realizar em sua querida Bauru trabalho semelhante, contagiaram outros, que logo passaram a demonstrar comprometimento com mesmos ideais. E assim, pé no acelerador; reuniões, contatos, convites, busca de apoio, modelos de documentações para formalizar a Ong... Muito trabalho, mas percebia-se a satisfação de cada envolvido naquela missão para dar o primeiro passo.

Nesta fase o fato mais estimulante foi à participação no 1° Congresso de Controle Social de Marília. Além do conteúdo riquíssimo, tiveram contato com os palestrantes e entraram num mundo, até então desconhecido, das inúmeras Organizações de Controle Social, que se disseminam por todo nosso País.

Neste Congresso o I.F.C - Instituto de Fiscalização e Controle alertou que o maior desafio deste tipo de organização é fiscalizar quem não quer ser fiscalizado e demonstrou uma teoria muito simples para solução do problema de corrupção em nosso País - Município Limpo> País Limpo.

Do contato com o I.C.F. Instituto da Cidadania Fiscal nasceu à oportunidade de, em 14 e 15 Dezembro de 2009, participarem da – 8ª Reunião da Rede de Observatórios Sociais e 4º Workshop de Capacitação Técnica, na cidade de Maringá-PR, capacitação necessária para integrar aquela rede.

A convivência com pessoas comprometidas com o futuro do nosso País, unidas para a construção de uma sociedade melhor e mais justa, dispostas a se ajudarem, se apoiarem e se defenderem no combate à corrupção, trouxe mais segurança ao grupo por saber não estarem sós nesta luta.

Hoje quando a Batra caminha para completar quatro anos de vida, já tem uma identidade na cidade, tem um nome e este é respeitado por muitos. Sua marca ficou, seu trabalho frutificou e caminhou por duas vertentes sólidas – Combate à corrupção e a luta pela transparência e os Projetos de Ética e Cidadania. São da Batra os seguintes trabalhos:
Combate à Corrupção:
1. Luta para que a Câmara de Bauru não elevasse o número de Vereadores, conseguindo que o aumento fosse de apenas uma cadeira;

2. Implantação de várias diretrizes e sugestões na Lei da Ficha Limpa Municipal, aprovada na Câmara;

3. Cobrança junto ao MP sobre os gastos indevidos da Autarquia DAE – Depto de Água e Esgotos utilizando de recursos para obra da Estação de Tratamento de Esgotos;

4. Participação no Movimento contra a Corrupção em Analândia;

5. Participação em todas as etapas (Municipal,Estadual e Nacional) da Consocial;

6. Apoio ao movimento pela preservação do Cerrado bauruense;

7. Luta pela regulamentação e implantação da Lei de Acesso à Informação em Bauru tanto na Prefeitura quanto na Câmara;

Projetos de Cidadânia:
1. Projeto Voto Consciente com a realização de palestras de conscientização sobre o sistema eleitoral brasileiro para escolas públicas e privadas, universidades, moradores da periferia, etc.

2. Projeto Caravana da Cidadania em parceria com o IFC com palestras, formação de cidadãos para a fiscalização em postos de saúde da família;

3. Projeto Relatório de Demandas de Bauru realizado por um grupo interdisciplinar coordenado pela Batra para apontar aos partidos com sede em Bauru as necessidades da cidade em Educação, Saúde, Urbanização, Segurança, Meio Ambiente, Serviços Públicos, Bem Estar Social, Lazer e Esportes

4. Projeto de Acompanhamento dos Trabalhos Legislativos em Bauru com a divulgação de todo conjunto de informações referentes ao mandato de 2008-2012 possibilitando aos cidadãos análise minuciosa sobre todo trabalho realizado pelos vereadores em quatro anos de suas gestões;

5. Projeto do Livro Cidadania Consciente num regime democrático para ser integrado a grade curricular do ensino médio estadual em Bauru;

6. Organização da Gincana para alunos que tiverem aulas sobre o livro Cidadania Consciente com a distribuição de prêmios as equipes vencedoras dos colégios;
7. Programa Ágora > A Batra e o Jornal da Cidade na Escola, em parceria e harmonizados com a Lei de Diretrizes e Base da Educação, desenvolveram um programa educacional para levar aos estudantes da educação infantil, do ensino fundamental e ensino médio e superior, conteúdos e atividades que instrumentalizem, incentivem e desenvolvam o gosto pelo exercício amplo da cidadania, calcado em participação política efetiva, organizada, pacífica, qualificada pela informação, balizada pela ética e orientada para o bem comum da nossa sociedade

Todo município deveria ter uma organização que pudesse fazer o elo entre o cidadão comum e o Poder Público, auxiliando na fiscalização dos atos do Executivo e do Legislativo. Entidade que icentivasse ações ligadas a Educação, Conscientização e divulgação das informações aos municípes. No Site da Batra www.batra.org.br existe informações de como fundar uma ONG com estas características acima descritas. Boa sorte!



Um comentário:

José Carlos Bortoloti disse...

Mestre Rafael!
Penso que preciariamos de uma entidae desta em cada cidade do Brasil, quem sabe assim, conseguiriamos maior conscientização e consciência política e não teriamos tantas mazelas e tantos seres que para pensar ainda causa dor.
Belo trabalho. Merece ser espalhado.
Com meus cumprimentos e afetos.

José Carlos Bortoloti
Passo Fundo - RS -
www.epensarnaodoi.blogspot.com.br