16 de março de 2013

O que alguns programas do Governo Federal têm em comum?

Tem políticos que aspiram tornar-se Mickey Mouse...
Ser tão encantador que as pessoas
esqueçam que eles são ratos.
Autor desconhecido

Não importa o partido, não importa os governantes, divulgar seus programas, projetos e plataformas são os combustíveis que alimentam sua vaidade, seu projeto pessoal e também a indústria de marketing que os cerca normalmente.

Sendo assim, nos últimos vinte anos com maior ênfase o governo federal passou a dar nomes chamativos para seus projetos e explorar em toda mídia a implantação dos mesmos. Claro que sempre confiando que ninguém pudesse cobrar o andamento, conclusão e a real aplicação do programa divulgado.

Inclusão digital e Luz para todos são dois destes projetos que foram amplamente explorados na mídia pela gestão petista. Não importa se foram criados na atual gestão ou no governo passado, a partir do momento que tomam posse os partidos assumem apenas aquilo que lhes dá perspectiva de votos, nada mais.

No caso dos dois programas a semelhança é que ambos estão parados, não atingiram suas metas iniciais propostas pelo governo e começam a gerar prejuízo à sociedade e ao governo. A Inclusão digital tem na cidade de Bauru que fica a 345 km de SP, um inequívoco exemplo de desperdício monumental da burocracia estatal brasileira. Foram adquiridos com nossos recursos 500 computadores para dar sequência ao Programa de inclusão digital.

Entretanto todos os equipamentos estão parados num galpão da Prefeitura. Sem uso, sem destinação definida, esperando ações do governo federal através do respectivo órgão gestor do programa. Resultado: Frustração da população carente + Prejuízo + Desperdício de dinheiro público = Incompetência.

Já o pomposo programa Luz para todos, que pretendia levar energia elétrica a todos às residências do país após dez anos de sua implantação tem mais de um milhão de casas no escuro. Os dados são da ANEEL e das distribuidoras de energia do país.

Enquanto Dilma viaja, enquanto seu partido discute as próximas eleições, enquanto a economia dá sinais de fraqueza, enquanto nosso dinheiro é gasto de forma equivocada o país lê nas revistas e jornais de grande circulação, ouve nas rádios e vê nos telejornais algumas propagandas mentirosas destes mesmos projetos que estão parados e dando prejuízo a sociedade.

E olhe que não faltam energia nem tecnologia digital nos ministérios nem no palácio do governo, portanto, falta apenas vergonha na cara, falta fiscalização e cobranças mais contundentes da sociedade civil é verdade, sem elas tudo continuará como dantes no quartel de Dilmantes.

Nenhum comentário: