19 de fevereiro de 2016

Exemplo claro de desperdício de dinheiro do povo!

“A história é uma galeria de quadros em
que há poucos originais e muitas cópias"
Tocqueville
A Presidente Dilma definitivamente não sabe o que fala, nem o que faz quando prega no deserto a necessidade da volta da nefasta CPMF. Sua incompetência gerencial e administrativa superam todos os seus antecessores e está levando nosso país de marcha ré para o século passado.
Ao invés de acabar com os milhares de cargos de confiança, extirpando ministérios inócuos e órgãos desnecessários promovendo uma economia nos gastos públicos, ela prefere pedir a volta daquela que nunca deveria ter sido criada – A CPMF.
Enquanto diz precisar de recursos, seu partido construiu no Piauí na Serra das Capivaras um aeroporto chamado de “internacional“ ao custo da época de R$ 18 milhões. Aeroporto que nunca recebeu voos internacionais e que recebe aproximadamente vinte e cinco aeronaves pequenas por mês. Até hoje, quatro meses após ter sido inaugurado nunca recebeu um único voo comercial.
A obra levou 12 anos para ser finalizada por motivos de embargos promovidos pelo MPF Ministério Público Federal e por atrasos de repasses de verbas pelo Ministério do Turismo. O terminal de passageiros nunca foi utilizado e tem um custo mensal de R$ 150 mil reais.
O Aeroporto foi concebido para tentar promover o acesso dos turistas ao Parque Nacional Serra da Capivara. Foi denominado como internacional, porém, apenas no papel, visto que não pode receber voos internacionais. Sua pista não foi homologada por ser curta, e por não possuir estrutura federal de imigração e aduana.
 Estes gastos absurdos feitos sem o consentimento da população se proliferam pelo país tanto no âmbito federal, estaduais e municipais. Governantes torram bilhões de reais ao ano em obras desnecessárias ao invés de investirem em infraestrutura, saneamento básico, educação e saúde, coisas que o povo brasileiro verdadeiramente necessita.
Se Dilma revisse os gastos nababescos que seu séquito de ministros realiza pelo país adentro, com certeza descobriria que não há necessidade de buscar novos recursos através da criação de novos impostos ou ampliação dos mesmos.
O Governo Federal está paralisado, perdido, não tem inteligência, criatividade e nem moral para realizar as mudanças profundas que são necessárias em nossa economia. Essa visão míope e deturpada leva Dilma para uma direção que não tem volta e que vai provocar a maior recessão que o país já viveu em 516 anos de existência.
Quem autoriza a construção de um Aeroporto dito Internacional no meio do nada sem perceber que a obra está incompleta e não servirá para sua pretensa finalidade não poderia ser presidente do Brasil.
Melhor seria ter feito a ligação por rodovia entre Petrolina e o Parque com distância de apenas 350 km. Seria mais barato, melhor aproveitado pela sociedade e com um custo infinitamente menor. 



Nenhum comentário: