4 de novembro de 2015

Algumas pessoas não estão preparadas para usar as redes sociais!

Antes de falar, escute. Antes de escrever, pense.
Antes de gastar, ganhe. Antes de julgar, espere. 

Antes de rezar, perdoe. Antes de desistir, tente. 

Autor desconhecido


           O enorme avanço da internet aliado à expansão do sistema de telefonia celular no Brasil possibilitou o crescimento democrático das chamadas redes sociais no país. Ferramenta utilizada por milhões de brasileiros diariamente. Claro que isso é extremamente positivo para as comunicações entre as pessoas, unindo sentimentos, trazendo muitos benefícios e divertimento. Podendo ser inclusive, se bem utilizadas uma fonte de informação e cultura para quem as acessa.
Hoje, muitos veículos da mídia utilizam estas ferramentas para divulgar seus textos, matérias, informações e notícias. O comércio e a indústria também usam com frequência para a divulgação de seus produtos.
É importante ressaltar que como tudo na vida, em especial na vida do povo brasileiro, a internet trouxe consigo também inúmeros vírus, fraudes eletrônicas, golpes bancários e crimes no comércio. Entretanto, o saldo ainda é positivo, avançamos lentamente, mas temos hoje condições de nos informar com rapidez e qualidade na rede mundial. No caso das redes sociais sua ampla divulgação expandiu seus tentáculos além das classes “A” e “B” chegando a praticamente todos os segmentos sociais, e culturais do nosso imenso país.
Embora isso não seja um problema no primeiro momento, é preciso que ressaltemos uma grave situação que tem ocorrido com muita frequência nas redes sociais. Os insultos às pessoas e instituições ultrapassando todos os limites possíveis.
O ódio em algumas postagens demonstra uma total falta de educação, senso de cidadania e senso civilizatório por parte de uma parcela dos usuários. Neste contexto inclui-se intolerância racial, religiosa, partidária, briga entre torcedores de clubes de futebol, etc. Podemos entender que a ausência de uma educação de qualidade para nossos jovens em conjunto com a educação que vem de berço facilita a multiplicação destas pessoas desprovidas de quaisquer resquícios de inteligência e bom senso.
Diariamente assistimos a um festival de baboseiras, inutilidades sem fim, agressões verbais (Incluindo à língua portuguesa), mensagens racistas, homofóbicas e contendo ódio a pessoas, partidos ou instituições. Sem contar a veiculação de mensagens que ao invés de informar acabam desinformando o usuário que tem acesso a elas nas suas páginas. 
Entre outras coisas, pessoas comuns, públicas e até produtos e empresas são vitimas de calúnias, inverdades que mancham suas reputações e depois são quase impossíveis de serem recuperadas, mesmo que tenham sucesso em processos judiciais.
Não acho que devamos ter controle oficial, muito menos do governo federal, visto que isso aproximaria demais a linha tênue da odiosa censura, porém, solução apenas com o tempo, caso o povo brasileiro tenha acesso à informação e a educação de qualidade antes
 de pensar em usar as redes sociais.

Nenhum comentário: