20 de outubro de 2015

Perguntas sem resposta em Bauru!

Como são admiráveis as pessoas
que nós não conhecemos bem.

Tenho muitas dúvidas sobre algumas coisas que acontecem em Bauru e vou fazê-las chegar a todos através de perguntas, muitas delas, talvez a maioria sem respostas por quem de direito. 
_Quando o Prédio da Estação Ferroviária, comprado pela Prefeitura em 2010 por R$ 6 milhões terá uma destinação que atenda ao objetivo de sua compra?
_Quando a Prefeitura e o Departamento de Água e Esgoto de Bauru vão cessar a cobrança de taxa para o Fundo de Tratamento de Esgoto, cuja construção está sendo bancado pelo Governo Federal via recursos do PAC?
_Onde anda o Padre Enedir que sumiu misteriosamente de Bauru e ninguém mais soube notícias?
_Porque o patrocinador do Bauru Basquete demitiu Guerrinha, que é um dos melhores treinadores do país, totalmente ambientado a nossa cidade e ao projeto do basquete, além de ser um perfeito exemplo de Vencedor na vida e no esporte?
_Qual o verdadeiro contingente policial (Civil e Militar) da nossa cidade sem limites? Qual deveria ser o número de policiais levando em conta a população e a dimensão da nossa cidade?
_Porque os terrenos em Bauru não tem calçadas, muros e vegetação cortada como nas grandes cidades do mundo? Quem deveria, mas não fiscaliza essa situação em Bauru?
_Quando teremos a Avenida Rodrigues Alves totalmente asfaltada, recuperada e arborizada em seu trecho central?
_Porque ao invés de dar um nome de político ao viaduto que levou 21 anos para ser inaugurado não se homenageia alguém que deu sua vida pela filantropia e pela caridade como o Senhor Paiva, por exemplo?
_Não me conformo, onde está o Padre Enedir mesmo?
_Quando o amante do esporte em Bauru vai lotar o Alfredo de Castilho para levar o Noroeste adiante na sua caminhada rumo à primeira divisão?
_Será que um dia os corruptos que assaltaram os cofres do Hospital de Base serão finalmente julgados, condenados e presos?
_Porque a cidade de Bauru é mal iluminada?
_Porque em Bauru o uso da seta é opcional para alguns motoristas?
Neste tempo que estou escrevendo este texto lembrei-me que não vejo o Padre Enedir em Bauru há muito tempo minha gente.

Nenhum comentário: