9 de setembro de 2015

Brasil - Tripla face, um olhar!


É difícil acreditar que em época de dificuldades econômicas, alguém possa nos oferecer descontos tão especiais, do tipo, comprem um e leve mais dois grátis, sem ao menos “desconfiar”, que o preço já traz embutido; um acréscimo considerável, de derrubar qualquer oferta.
Assim se apresenta hoje o Brasil que nos foi vendido há pouco tempo atrás… (eleições), aliás, é sempre assim que compramos o Brasil nessas épocas. Compramos um, e recebemos outros dois, e com acréscimo de lascar a carteira da credibilidade do mercado como um todo.  O Brasil se apresenta hoje com “tripla face”: 1) Crise Moral/Ética 2) Crise Política e 3) Crise Econômica.  A sociedade já fez sua demonstração de “carinho” (rsrsr), nas diversas manifestações públicas ocorridas em todo País.
A Crise Moral, começa na verdade, com nossa cultura de achar que podemos estacionar nosso carro na vaga de idoso e/ou deficiente, porque ficaremos ali (quebrando levemente a ética), por apenas dois “minutinhos”.  Constatamos inúmeras regras serem quebradas no dia a dia, e nos consideramos isentos de cumpri-las, pensamos que “somente” nossa latinha de refrigerante e/ou suco, atirada para fora de nosso veículo, será uma peça insignificante, no mar de gente em que vivemos. E o que dizer então dos digníssimos compradores no mercado, consumindo produtos enquanto fazem compras, e deixando a embalagem vazia para trás, na hora de passar as compras? É a pratica da “boa ética” a qual estamos muito acostumados!
Dessa forma lá em cima, se manifestam também TODOS os partidos políticos na Nação sem noção! Acreditam e até defendem a “tese” de que o financiamento de suas campanhas transcorreu na mais absoluta normalidade, e obviamente amparada por todos os “procedimentos legais”. Assim se justifica toda essa crise de moral e ética, pela qual pagamos os mais altos preços. Portanto ACREDITAR que APENAS um partido político é responsável absoluto pelas mais diversas mazelas na qual estamos metidos, é como ACREDITAR na cegonha e no Papai Noel. Bem vindos então ao mundo da fantasia...rsrsr
As negociatas e total falta de ZELO pela coisa PÚBLICA no Brasil se refletem na atuação medíocre dos PARTIDOS, que deveriam e são plenamente responsáveis, por esta já mais que condenada e ultrapassada prática.
A Crise Política, decorre da carona em que todo sistema pegou neste bonde da alegria, porque reflete um sistema descomprometido com o eleitor, sem qualquer representatividade democrática real, cuja principal função, nos lembra muito, um termo da agricultura (autossustentável), faz para si, por si, uma eleição estritamente voltada aos interesses dos seus asseclas e financiadores. Deixando para trás, as necessidades prementes de um Brasil, que além de uma divida pública mal administrada, traz em seu bojo uma divida SOCIAL da Velha República!
Consequências destas brincadeirinhas de líderes e partidos? Crise Econômica!  Ela se apresenta ao povo da forma mais cruel possível...PERDA DE EMPREGOS, poder de compra, inadimplência, falência de empresas, etc. É como uma bola de neve, o cidadão perde o emprego, não paga o sapateiro, não paga o aluguel, etc., etc., etc… as empresas vendem menos, empregam menos, produzem menos, e demitem... E a pergunta que TODOS queremos resposta? O Brasil tem jeito?  CLARO QUE SIM! 
A Carta Magna Brasileira nos oferece todas as condições, para juntamente com a sociedade inteira, MUDAR este estado de coisas. Como? Através do Conselho da República seria uma das possibilidades. Um assunto que deveríamos (todos inclusive as instituições sérias do Brasil), considerar com uma importante prerrogativa.
O Brasil clama por mudanças SIGNIFICATIVAS em sua estrutura política, PRECISAMOS FUNCIONAR como País, até para justificar, uma carga tributária tão elevada. Sem uma reforma que altere profundamente e seriamente a política e suas relações de poderes, não sairemos do lugar.
Exemplos de temas da vida nacional que clamam urgência: a) fim da reeleição em todos os cargos (chega de carreiras políticas), b) fim do voto obrigatório, c) fim da imunidade parlamentar, d) considerar Corrupção como crime hediondo, e) Fim da propaganda obrigatória na TV, f) Responsabilidade Fiscal com punições severas (sem pedaladas), g) Responsabilidade jurídica por programas de governo, etc h) Prioridade absoluta para saúde, educação e segurança... E a pauta aberta. rsrsr
Bem… viu como é fácil e possível? …rsrsr Pode até não ser tão fácil, mas a Sociedade Brasileira já sabe ao menos por onde começar!
O Brasil não aguenta mais essa TRIPLA FACE... Não é hora de mudar? #juntos.

Nenhum comentário: