22 de outubro de 2014

Violência sem fim 1 X 7 Impunidade!

“A mente de um fanático é como a pupila do olho: 
quanto mais luz incide sobre ela, mais se irá contrair." 
Oliver Wendell Holmes

Um dos grandes males que assolam o nosso país não é a corrupção como a grande maioria pensa, nem tampouco a violência ou os baixos índices de Educação, nem por fim a nossa péssima saúde pública. O nosso maior câncer social é a impunidade que interfere em tudo dentro do nosso sistema judiciário e policial.
A sensação de impunidade é o grande elixir da criminalidade desde os chamados ladrões de galinha até os grandes políticos e demais autoridades do colarinho branco. Ela é revigorante para os marginais, que percebem a fraqueza das autoridades e a inércia da justiça. Claro que o futebol como segmento vivo da nossa sociedade não poderia ficar fora dessa ignóbil situação vivida por todos dentro e fora de nossos lares.
No esporte a impunidade vence de goleada a justiça quando permite que dirigentes corruptos em clubes, associações, federações e até na CBF se locupletam livremente mesmo desviando dinheiro público que deveria ser utilizado nas entidades que representam.
A impunidade também está nas arquibancadas dos estádios de futebol, onde temos centenas de assassinos e vândalos escondidos atrás de torcidas organizadas viajando pelo país impunemente mesmo depois de cometer crimes dentro e fora do Brasil.
Se não me falha a memória no máximo duas pessoas estão presas por matar torcedores rivais no Brasil. Todo mês temos brigas violentas fora dos estádios, normalmente em emboscadas que na maioria das ocasiões levam torcedores jovens ao óbito. O que a Justiça e as autoridades do país (Presidente, Governadores, Ministros da Justiça e do Esporte, Deputados e Senadores) fizeram até hoje para acabar com essa impunidade? Nada!
Sempre que ocorrem mortes nas brigas entre torcidas rivais, os assassinos são identificados e não ficam presos. Na semana seguinte estão viajando atrás de seus clubes em busca de novas brigas e mortes.
Impunidade segundo o Dicionário Aurélio é: Do Latin: (Impunitate) – Substantivo feminino – Estado de impune. Impunidade nas ruas é definida por mim como: “Ausência de Justiça, penas brandas carregadas de benesses excessivas para criminosos em detrimento da sociedade que paga impostos, obedece às leis e não comete crimes de quaisquer naturezas”.
Nos últimos 30 anos a sociedade brasileira assiste ao aumento da violência em todos os seus segmentos. Com relação a violência das torcidas organizadas a única semelhança é justamente a impunidade e a letargia dos nossos péssimos governantes e de nossas autoridades inertes que contemplam a criminalidade como se estivessem assistindo pela televisão um jogo de futebol qualquer. Lamentável! Até quando?




Nenhum comentário: