16 de junho de 2014

Será que o Prefeito foi vaiado ou xingado?

Pecar pelo silêncio, quando se deveria protestar,
transforma homens em covardes.

          O primeiro jogo na Arena Manaus pela Copa do Mundo foi realizado entre Itália x Inglaterra neste sábado dia 14 de junho de 2014. O jogo foi muito bom e vencido pela seleção italiana, mas quem perdeu junto com a Inglaterra foi mais uma vez o povo brasileiro. Em especial o sofrido povo manauara, que agora tem uma enorme arena, mesmo sem ter futebol no seu Estado em uma das quatro divisões do futebol nacional.
Neste jogo sem que a população soubesse o digníssimo Prefeito Arthur Virgílio Neto – PSDB – AM, mandou a Prefeitura comprar mais de 544 (Quinhentos e quarenta e quatro) ingressos para poder distribuir para os 41 Vereadores de Manaus, 21 secretários municipais para que eles e seus acompanhantes possam ver os quatro jogos que serão realizados na Arena Amazonas na Copa.
O custo total da benevolente gestão de Arthur Virgílio Neto soma R$ 139.400,00 (Cento e trinta e nove mil e quatrocentos reais) subtraídos dos cofres municipais para agradar quem em tese não precisa deste auxilio.
A palhaçada do prefeito tucano foi publicada no Diário Oficial do Município no dia 23 de maio de 2014. O repasse dos bilhetes foi apurado pela reportagem da ESPN Brasil e confirmado pelas autoridades locais.
A verba original saiu de uma conta destinada ao turismo amazonense. Deveriam ser aplicados em ações promocionais do setor de turismo manauara. Mas foi providencialmente desviado por quem tanto critica os petistas e se diz acima do bem e do mal.
A compra foi efetuada através da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos – Manauscult em contato direto com a FIFA, sem processo licitatório, pois não havia necessidade de concorrência entre empresas.
O gramado da Arena Manaus foi duramente criticado antes da partida pelos dois times, durante a partida o setor da tribuna de imprensa sofreu com a falta de energia, mas os vereadores, secretários e seus acompanhantes riram à toa.
O povo no estádio que não sabia de nada, não vaiou o Prefeito Arthur Virgílio Neto do PSDB, nem mandou ele tomar no c..., como fez a torcida em São Paulo com relação à Dilma.
Esperamos que o Ministério Público e o TCE-AM rapidamente apurem e tomem as medidas cabíveis para este ato que a princípio salve melhor juízo, caracteriza improbidade administrativa por parte do Prefeito de Manaus.
 O povão e os estrangeiros que não são amigos do Prefeito pagaram entre R$ 60,00 e R$ 350,00 reais para entrar no estádio e saíram do mesmo com a cabeça erguida e sem problemas com a ética, a justiça e a moral.
Já o Prefeito de Manaus, que foi Senador por aquele Estado e sempre criticou seus adversários de forma dura e constante, agora se cala e foge da imprensa com a habitual cara de pau dos nossos indefectíveis políticos. 
Fonte: Diário Oficial de Manaus

Nenhum comentário: