19 de abril de 2014

Propagandas enganosas no Brasil!

Quase toda absurdidade de conduta
vem da imitação daqueles com
quem não podemos parecer-nos.
Samuel Johnson

No Brasil, a quantidade e o custo das propagandas realizadas pelo poder público são tantas e de tal ordem que em muitas gestões ultrapassam o que foi dispendido orçamentariamente com Educação, Saúde ou Segurança pública.

Além destes gastos obscenos, como por exemplo: Dilma Rousseff gastou em 2013 o equivalente a R$ 2,3 bilhões com publicidade. Um gasto que poderia ter sido em parte destinado para a Saúde que agoniza na UTI da imoralidade.

Para completar, temos situações em que já esperamos pelas peças publicitárias com antecedência, senão vejamos: Situação A; Governo e empresas estatais pagam por publicidade e a espalham pela mídia em geral (TV, Rádio, Internet, Revistas e Jornais entre outros).

Situação B; Algo de ruim acontece ou é denunciado pela mídia e após alguns dias aparecem na mesma mídia publicidades em profusão enaltecendo Governos, Empresas Estatais, Autarquias, para tentar levar a sociedade uma propaganda enganosa que consiga desmentir à denúncia ou suspeita levantada anteriormente contra sua imagem.

A Petrobrás torrou verdadeira fortuna em propagandas desde o ano passado, como que se preparando para a avalanche de denúncias que viriam e vieram a cair no colo dos brasileiros. A malfadada e absurda compra da Refinaria de Pasadena nos EUA era o verdadeiro motivo de tantas peças publicitárias da Petrobrás.

Eles ainda criam slogans fantásticos que tentam enganar o público. Por exemplo: Petrobrás; “O desafio é nossa maior energia” ou ainda “Gente. É o que inspira a gente”. Outro mais recente diz que nosso combustível é um dos melhores do mundo, quando sabemos que isso é mentira, nosso combustível é um dos mais caros do mundo e mais adulterados também.

O governo federal usa alguns slogans em suas peças publicitárias que são pura enganação, como, por exemplo: “Brasil, um país de todos” Quem são todos? O Brasil é um país de uma minoria que está no poder ou ao lado dele e que nos subtraem nossas riquezas e nossa esperança num futuro melhor e mais decente.

Outro slogan mais recente é “Brasil, país rico e sem pobreza”. Esse é tão mentiroso e fantasioso que seu autor deveria ser preso, junto com quem o aprovou. Somos ricos em quê? Alegria? Desinformação? Falta de Educação? Ausência de Saúde Pública? Violência nas ruas? E sem pobreza? O país está repleto de favelas, casas de palafitas, pessoas vivendo sem saneamento básico e até água potável.

Aqui em SP, também acontece o mesmo fenômeno publicitário, basta aparecer alguma denúncia na mídia e o governo tucano corre para aprovar centenas de peças publicitárias para tentar enganar os incautos. Se o problema é no Sistema Cantareira aparecem publicidades da SABESP, se o caso é policial, o governo corre a montar propagandas sobre o efeito policial e outras medidas que diz serem tomadas e que na verdade sabemos ser ato de desespero e mentira.

Em breve Metrô e CPTM vão fazer suas publicidades para tentar apagar o Cartel dos Trens que ainda está na cabeça dos eleitores paulistas e precisa na visão deles ser esquecida, nada melhor do que propaganda enganosa.

Nenhum comentário: