24 de janeiro de 2014

Doando recursos da saúde sem nosso consentimento!

“Se governar fosse fácil, não seriam
necessários espíritos iluminados”
Bertold Brecht.

Qual a razão para o Brasil não ter saúde de qualidade para o conjunto da nossa população? Vontade política? Normalmente os governantes alegam que não há recursos suficientes para tal tarefa. Na gestão FHC chegaram a criar a CPMF imposto que era para ser direcionado apenas para a Saúde. Nunca foi e acabou sendo extinto justamente por este motivo.

O PT assumiu o governo federal em Janeiro/2003 com Lula que saiu e conseguiu eleger sua sucessora Dilma Rousseff que está no poder desde 2010. Neste período a saúde publica piorou muito no país. Faltam Hospitais, Pronto Socorros, equipamentos na maioria dos hospitais, faltam leitos comuns e de UTI, falta medicamentos e até médicos.

O governo petista tem a sua disposição recursos em demasia, apenas no que tange a arrecadação de impostos inundam os cofres do governo quase R$ 2 trilhões por ano. Sem contar as verbas específicas da área da saúde previstas em orçamento.

No entanto a cada dia que passa mais difícil fica para qualquer brasileiro ser atendido com dignidade dentro de um padrão “FIFA” de qualidade e decência. São pessoas morrendo nas filas, gente aguardando a realização de exames agendados para mais de dois anos da data da marcação, são pacientes morrendo por falta de leitos e de medicamentos diariamente.

A Presidente não demonstra quaisquer preocupações com esta calamidade pública na área da saúde, limitando-se a criar um Projeto chamado “Mais médicos”. Quando todos sabem que precisamos de mais tudo antes de termos mais médicos.

O ministro da Saúde está mais preocupado com sua candidatura ao governo do Estado de SP do que com pacientes moribundos que insistem em morrer nas filas do SUS. Esta é a lógica dos políticos, primeiro eles, depois suas famílias, em seguida suas eleições e reeleições, depois os amigos, correligionários e financiadores de campanha, se der, muito depois vem o povo e suas agruras.

Pois este governo petista acaba de inaugurar na cidade de Dura, no sul da Cisjordânia na Palestina um Centro Médico construído com recursos doados pelo nosso governo federal. Foram doados U$ 10 milhões, sendo que U$ 4 milhões eram recursos próprios do Ministério da Saúde.

Não tenho nada contra o governo da Palestina, nem da Bolívia, muito menos dos países mais necessitados da face da terra, mas pergunto:
_ Nosso país está com dinheiro sobrando?
_Nossa saúde pública é modelo de gestão e atendimento de qualidade?
_Por último, estes recursos não poderiam ser utilizados no Norte e Nordeste do país?

As respostas são conhecidas por todos que acompanham a trajetória deste governo inerte, incapaz, omisso e que sabe apenas cobrar impostos dos assalariados e aposentados indistintamente. O Ministro Padilha disse na entrevista concedida na inauguração que estava emocionado na ocasião da inauguração do centro médico com nosso dinheiro.

Saiba senhor Padilha, que nós brasileiros não estamos emocionados, mas sim, enojados em ver sua desfaçatez, ao se aproveitar de recursos que poderiam estar sendo usados em solo brasileiros para amenizar o sofrimento de milhares de brasileiros. Nós senhor Padilha não o autorizamos em momento algum nem a Dona Dilma a emprestar, doar ou gastar nababescamente nossos parcos recursos em terras distantes.

Que a voz das urnas saiba definitivamente punir a sua ação e da sua chefa Dilma Viajandão da Silva em outubro de 2014, tanto em SP como no restante do país.

Nenhum comentário: