5 de novembro de 2013

As ruas de Bauru e suas armadilhas!

A base da vergonha não é algum erro
que cometemos, mas que essa
humilhação seja vista por todos.
Milan Kundera

Não bastassem os buracos, oriundos da péssima qualidade da capa asfáltica da cidade, suas ondulações causadas pelo calor, tempo e falta completa de manutenção por parte da Secretaria de Obras, não bastassem as canaletas que estão presentes como marca registrada da cidade em praticamente todos os seus cruzamentos. O motorista que recolhe um obsceno IPVA de primeiro mundo para andar em ruas de terceiro mundo ainda é obrigado a expor seu veículo ao perigo das tampas do DAE – Departamento de Águas e Esgoto de Bauru.

Andar de ônibus é impossível na cidade, que não tem Metrô nem muito menos qualquer outro tipo de transporte urbano moderno. Um dos motivos pelos quais a maioria compra e utiliza de seus automóveis para se locomover no trânsito da cidade em seus deslocamentos diários.

A prefeitura de Bauru como a grande maioria das mais de cinco mil existentes no país é omissa. Faz pouco e ainda o faz mal feito, o asfaltamento das ruas e avenidas da cidade sem limites não deixa dúvida alguma da incapacidade dos nossos pseudos-gestores públicos.

O asfalto é feito sem base de sustentação (pedras, areia e piche) como antigamente. Esta economia burra transforma a pista numa presa fácil para a chuva e o atrito de toneladas de peso de veículos pequenos, ônibus e caminhões. Em pouco tempo os buracos surgem e mostram a todos que a pista tem poucos centímetros de capa asfáltica, denunciando o serviço porco realizado com nosso dinheiro.

Não fosse isso suficiente, ainda surgem logo em seguida os homens do DAE para fazer buracos que deveriam ter sido feitos antes do asfaltamento da via. Para completar o serviço porco e mal feito às tampas da autarquia nunca ficam niveladas com o piso da rua ou avenida. Isso causa um afundamento do local com o passar dos veículos e ajuda destruir o sistema de amortecimento dos veículos.

Nos cruzamentos o problema é antigo, mas com certeza jamais vai ser resolvido, pois nunca em 17 anos que moro na cidade li ou ouvi uma critica sequer a esta aberração. Desconheço cidades brasileiras do porte de Bauru que tenham este tipo de canaletas nos cruzamentos de suas principais vias.

É um completo absurdo, pois danifica os veículos, atrasa o fluxo de trânsito onde existem semáforos no local e deixam uma imagem de desleixo e a imagem de que os engenheiros de trânsito da prefeitura não sabem como resolver um problema simples.

Se eu estiver mentindo ou exagerando visitem Sorocaba, Joinville, Maringá, Araraquara, Ribeirão Preto, enfim, locais não faltam para que os técnicos apreendam como fazer o escoamento das águas sem precisar colocar um obstáculo tão ridículo quanto nossas canaletas.

Os donos de oficinas mecânicas amam a Prefeitura, a sua Secretaria de Obras e a Emdurb. Pois, juntas elas dão aos donos destas oficinas muito lucro, com a chegada de centenas de carros com suspensões danificadas e peças a serem trocadas pelo simples motivo dos veículos transitarem por Bauru.

Nenhum comentário: