25 de novembro de 2013

A vida não tem mais valor!

“Numa nação corrompida,
muitas são as leis que se fazem”.
Tácito

Vivemos num tempo de guerrilha urbana no Brasil, com destaque para o eixo RJ/SP, onde balas cruzam a cidade matando quem ousa estar a sua frente. Embora a criminalidade tenha se apoderado também das ruas do país de norte a sul leste a oeste sem distinção. Os culpados a cada dia ficam mais latentes e seguem abaixo sem ordem de importância, pois todos tem sua parcela de comprometimento.

A justiça lenta, sistema penitenciário obsoleto e carente de novas unidades, benefícios em demasia para criminosos se contrapondo com o rigor da lei para o conjunto da sociedade, impunidade crescente em todas as esferas, falta de uma força policial bem treinada e remunerada a altura de sua importância para o país, fronteiras abandonadas e sem fiscalização do governo federal, governos estaduais omissos e o grande vilão como sempre é a ausência de investimentos em segurança e principalmente Educação de qualidade para acesso de todos.

Para piorar ainda mais o panorama desolador, os criminosos incluindo principalmente os menores de idade, perceberam todas estas fraquezas dos nossos governantes, notaram também que a sociedade não se movimenta para alterar o quadro, sendo assim, deitam e rolam nas ruas brasileiras.

Os criminosos começaram a explodir caixas eletrônicos das instituições bancárias, usando explosivos impunemente. Matam por menos de R$ 10,00 (dez reais), pois sabem que vão sair impunes e muitas vezes nem ficaram presos por muito tempo. Se forem condenados, sabem que terão a guarida dos lideres nos grandes presídios e de lá poderão falar em aparelhos celulares com seus comparsas e ganhar dinheiro mesmo estando alijados das ruas temporariamente.

O crime cresceu tanto no país que hoje em dia fica difícil saber se existem mais criminosos (presos + soltos) do que cidadãos honestos e trabalhadores. Entre 14 e 30 anos está à faixa de mais de 90% dos criminosos no país. Sendo que na verdade raros são os que passam de 30 anos ainda respirando.

A vida perdeu o valor e o povo brasileiro vive assustado na pequenas, médias e grandes cidades do país. Não há policiamento suficiente, não há varas da justiça e juízes a altura da necessidade, presídios não são construídos para atender demanda de marginais presos, condenados e a espera de transferências, fazendo com que alguns juízes liberem centenas de presos perigosos para voltarem às ruas para aguardar vagas em penitenciárias. Uma aberração para um país que já torrou bilhões para construir estádios e não tem recursos nem vontade política para resolver o problema da saúde, educação e segurança.

No Butantã, bairro tradicional de São Paulo, casas foram assaltadas até dez vezes nos últimos meses, fazendo com que alguns de seus moradores mudassem de bairro. Dentro em breve terão de mudar novamente pelo mesmo motivo e não muito distante vão virar ciganos vivendo a esmo pelo país.

A situação não se altera e só piora, afinal de contas nem uma autoridade brasileira nas três esferas de poder sequer cogitou fazer alguma coisa para minorar o sofrimento da nossa população com relação a crescente criminalidade. Dilma nunca se importou, aliás, nem o PT com a situação de calamidade pública da nossa segurança pública, assim como o PSDB que lá ficou por oito anos e nada fez também.

Os políticos andam com seguranças e seus familiares estão a salvo da bandidagem, motivo que somada à incapacidade deles de administrar revelam o porquê não fazem nada pelo Brasil nesta área e em outras como Saúde e principalmente na Educação. Estão preocupados com suas bases governistas, reeleição e corrupção.

Nossa vida para eles (políticos) vale o imposto que eles arrecadam, enquanto que para os criminosos comuns nossa vida não vale nada, pois nos matam num piscar de olhos sem dó nem piedade. Às vezes nem levam o produto que queriam roubar, matam por matar. Os Deputados Federais, Senadores, Ministro da Segurança, Governadores e a Presidente precisam se posicionar claramente diante da nossa sociedade, para que os brasileiros saibam de que lado eles estão.


Nenhum comentário: