29 de agosto de 2013

Impostos sobre operações com cartões de créditos

Lembre-se que em todas as épocas existiram
tiranos e assassinos que, por algum tempo,
pareceram invencíveis. Mas no final, sempre caem. 
Sempre. 
Gandhi



Desde algum tempo que o consumidor honesto não consegue efetuar compras e ou serviços pagando através de cheque. Aos poucos o talão de cheques vai ficando obsoleto, visto que o comércio foi sendo vitima de golpes arquitetados por vagabundos, desonestos e criminosos de toda espécie.

O sistema bancário é lógico não poderia ter prejuízo, logo colocou em prática seu plano “B”. Os cartões de débito e crédito passaram a ser a moeda vigente no mercado brasileiro para o consumidor e o setor comercial e industrial.

As operadoras de cartões de crédito atreladas aos bancos começaram então a ficar milionárias com o crescente aumento das utilizações de seus cartões. Pois cobram do ponto comercial juros a cada transação, ficando com uma parte do valor pago pelo cliente.

Os bancos possuem bandeiras atreladas aos suas instituições e ganham bilhões com a cobrança dos juros mais altos do planeta para quem parcela os valores totais de suas faturas, que não são poucos, mas sim a maioria.

Não bastassem os riscos que os portadores dos cartões correm por não terem segurança nas ruas, sendo alvos constantes dos estelionatários, criminosos que sequestram, roubam e copiam senhas em máquinas colocadas dentro dos próprios bancos, os consumidores agora têm mais uma preocupação extra.

Circula na internet que o Banco Central irá autorizar a cobrança de impostos pelas operadoras de cartões em cada transação efetuada com nossos cartões de crédito.

A partir de setembro/13 teremos mais este mimo tributário em nossa sofrida vida de pagadores de impostos sem retorno algum. Seremos tarifados em 0,38% sobre quaisquer transações de compra ou operação com os cartões de crédito.

Quem fizer compras internacionais com o cartão de crédito que já incide cobrança de IOF de 6,38% agora terá mais 0,38% de imposto.

As taxas de juros praticadas pelas operadoras são extorsivas, sendo as mais altas do mundo, superando em algumas vezes 300% ao ano em média. Algumas anuidades chegam a R$ 600,00. Além disso, os juros do crédito rotativo, cobrados quando as faturas não são pagas no dia do vencimento podem ultrapassar 800% ao ano.

Não podemos pagar com cheque e pagar com Cartão de Crédito é muito caro e um insulto a nossa inteligência. Resta voltarmos ao tempo do escambo, pois reclamar para estes governantes inertes, corruptos e nefastos não adianta. Banqueiros e operadoras financiam campanhas e são para eles tão importantes ou mais do que nossos votos nas urnas eletrônicas.

Nenhum comentário: