10 de junho de 2013

Engodo Família na Bolsa da Viúva

Podeis enganar toda a gente durante certo tempo;
podeis mesmo enganar algumas pessoas todo o tempo;
mas não vos será possível enganar sempre toda a gente.
Abraham Lincoln

A CGU – CONTROLADORIA GERAL DA UNIÃO acaba de divulgar aquilo que a maioria dos brasileiros lúcidos já sabia há tempos no país. Parentes de políticos, empresários, autoridades, servidores públicos, produtores rurais, alunos de escolas particulares e até mortos recebem o benefício Bolsa Família que foi criado no governo FHC e ampliado nas gestões petistas de Lula e Dilma.

O programa assistencialista torra bilhões anualmente em busca de votos, porém se proclama um benefício para erradicar a miséria no país. Miséria se combate com a geração de empregos, com uma economia estabilizada e com menos gastos em programas demagógicos que apenas oneram o erário.

Entretanto, se querem manter este tipo de programa, que o façam de forma competente, eficaz e com fiscalização a altura dos gastos elevados que o Bolsa Família tem em seu bojo.

O governo federal é o culpado por conceder a 13 milhões de famílias um benefício sem ter um sistema que evite a fraude descarada de corruptores no meio do caminho, gente que deveria pagar o crime de apropriação indevida e ter de devolver com juros e correção tudo que pegaram ilicitamente dos cofres públicos.

Mas nesta hora o Brasil se faz diferente, a denúncia é comprovada, os fatos são cristalinos, a CGU tem relatórios com nomes e dados financeiros, porém ninguém será preso, ninguém será demitido por justa causa, nem terá de devolver o que roubou do nosso povo.

Temos carências na saúde pública, na educação, na segurança pública, habitação, saneamento básico, seca no nordeste matando brasileiros e enquanto isso assistimos nossos recursos serem mal aplicados, jogados no lixo, justamente de quem não precisa. Isso é crime, isso precisa ser investigado e todos os envolvidos denunciados pelo Ministério Público para que sejam julgados e condenados a devolverem tudo que roubaram.

Nossa divida interna cresce mais do que a epidemia da dengue, corruptos e incompetentes se reproduzem mais e melhor do que o mosquito Aédes aegypti em solo brasileiro. Demagogia e assistencialismo barato tomam lugar de planejamento e desenvolvimento sustentado.

Cabe a nós formadores de opinião e a todos os eleitores lutarmos contra esses desmandos, cobrando os senadores, deputados e o Poder Público para que faça o que é certo sempre, pois nosso dinheiro é que financia essas bolsas famílias que compram importados, pagam viagens ao exterior, etc.

Nenhum comentário: