12 de junho de 2013

Brasil - O campeão da exploração tributária


“Quando o dinheiro fala, a verdade cala"
Provérbio Chinês

O Banco Mundial acaba de divulgar a relação dos países em que os trabalhadores mais e menos trabalham para pagar impostos. A lista está ao final do texto e foi realizada em 2011.

Nota-se que a diferença para os países da lista em que o Brasil está inserido é imensa, mesmo aquelas republiquetas pequenas e sem uma economia solida tem um índice muito menor que o nosso país. Se compararmos com os países da primeira tabela, ficamos envergonhados por tanta discrepância.

O Brasil tem a maior carga tributária do planeta para sustentar com sua arrecadação trilionária a maior corrupção e desperdício do mundo. Alimentamos um governo federal, vinte e sete estaduais e mais de cinco mil prefeituras além de mais de dez mil políticos perniciosos que torram a maior parte deste dinheiro dos trabalhadores brasileiros.

Essa máquina tritura mais de um trilhão de reais em impostos anualmente e não devolve praticamente nada ao contribuinte em saúde, educação, segurança, habitação e saneamento básico.

Se um dia o povo brasileiro resolvesse se insubordinar contra este Estado opressor e caro, deixando de pagar impostos talvez à situação do país e do próprio povo se alterasse. Ao menos uma reflexão profunda deveria ser feita por todos, pois é absurda, obscena e inaceitável esta situação no Brasil.

OS DEZ PAÍSES ONDE MENOS SE TRABALHOU DURANTE UM ANO PARA PAGAR IMPOSTOS:

1º Maldivas – 2 horas
2º Emirados Árabes Unidos – 12 horas
3º Bahrein – 36 horas
4º Qatar – 36 horas
5º Bahamas – 58 horas
6º Luxemburgo – 59 horas
7º Omã – 62 horas
8º Suíça – 63 horas
9º Irlanda – 76 horas
10º Ilhas Seicheles – 76 horas

OS DEZ PAÍSES ONDE MAIS SE TRABALHOU DURANTE UM ANO PARA PAGAR IMPOSTOS:

1º BRASIL – 2.600 horas
2º Bolívia – 1.080 horas
3º Vietnã – 941 horas
4º Nigéria – 938 horas
5º Venezuela – 864 horas
6º Bielorrússia - 798 horas
7º República do Chade – 732 horas
8º Mauritânia – 696 horas
9º - Senegal – 666 horas
10º - Ucrânia – 657 horas

Nenhum comentário: