31 de março de 2013

Um governo do tipo Bumba!

“Só o erro é que precisa apoio do governo.
A verdade, essa fica de pé por si própria”.
Thomas Jefferson


Em 2010 durante as chuvas que castigaram praticamente todo Estado do Rio de Janeiro, uma tragédia chamou a atenção de todos no país. Três anos depois volta a chamar a atenção, desta vez não pelas chuvas torrenciais, mas sim pelo holocausto que temos e chamamos no Brasil de governo.
Para quem não sabe o Morro do Bumba é o local que abrigava uma favela situada no Bairro Viçoso Jardim em Niterói – RJ. Em 2010 um deslizamento de terra matou 267 pessoas e deixou centenas de desabrigadas.
Como sempre quando ocorre qualquer tragédia no país, governo municipal desaparece, o Estadual inventa desculpas e o Federal sobrevoa a área de helicóptero e promete duas coisas:
a) Liberação de alguns milhões ou bilhões para “resolver” o problema.
b) O cidadão poderá retirar o seu FGTS para recuperar sua moradia.
Como se àqueles que moram em área de risco tivessem uma fortuna no FGTS ou como se não fosse obrigação do governo brasileiro recuperar áreas atingidas, impedir construção e residências em área de risco, embora na maioria das vezes eles pagassem IPTU e todos os demais perversos impostos aos governos das três esferas.
Em 2013 vem abaixo a outra face ainda mais cruel da tragédia do povo daquela região. Uma das muitas promessas feitas por Sérgio Cabral governador do Rio de Janeiro e por Dilma seria que o governo federal através do PAC iria construir apartamentos para as vitimas daquela tragédia.
O dinheiro foi disponibilizado, a construção saiu do projeto, entretanto a entrega de apartamentos do programa Minha Casa Minha Vida destinados a sobreviventes da tragédia do morro do Bumba, deve ser adiada pela construtora responsável pelas obras. A inauguração estava prevista para julho deste ano, mas as obras foram parcialmente paralisadas pela empreiteira Imperial Serviços Limitada.
Segundo informações da “TV Globo”, dois dos onze edifícios que integram o conjunto habitacional Zilda Arns II, situado no Bairro do Fonseca, apresentam rachaduras, e pelo menos um dos imóveis terá de ser demolido. No dia 20/03/13, representantes da Caixa e da Empreiteira Imperial participaram de uma reunião a fim de debater sobre os problemas. Na versão da empreiteira, as rachaduras teriam sido causadas por acúmulo de água no solo.
Em resumo: No morro do Bumba em Niterói perto da cidade maravilhosa, que será um das sedes da Copa do Mundo em 2014 e sediará a Olimpíada de 2016 o governo Bumba de Dilma do PT dá mais uma amostra de que vivemos de marketing político, com esmolas através de bolsas assistencialistas. Um governo administrado por gente relapsa e incompetente.
Um governo Bumba meu boi, que gasta bilhões em desvios de recursos, em desperdícios sem fim e não conseguem sequer fiscalizar uma obra desde sua licitação até a sua entrega ao povo.

Nenhum comentário: