19 de janeiro de 2013

O buraco negro é aqui!

Perdoamos uma criança que
tem medo de escuro facilmente.
A verdadeira tragédia da vida
é quando homens têm medo da luz.
Platão
Aqui na Nação do futuro, que há quinhentos anos espera ao menos ter um futuro, nada que seja feito mesmo que com sucesso lá fora, é feito com qualidade. Além da tendência a corrupção e ao execrável jeitinho brasileiro, ainda enfrentamos o chamado “Custo Brasil”.


A indústria automobilística, por exemplo, constrói automóveis com qualidade e extrema segurança na Ásia, Europa e América do Norte. Após instalarem suas indústrias no nosso país sofrem uma espécie de mutação moral e genética, passando a construir carros no padrão "Brasil" de qualidade. Excesso de modelos e vários subterfúgios para tornar um simples carro algo muito caro. Falta conforto, segurança, tecnologia e sobram supérfluos a preço de ouro.


No México, Argentina e alguns outros países, são fabricados carros para serem vendidos ao Brasil. Pelas mesmas montadoras que nos exploram há anos, sendo que no local de fabricação eles têm um custo 60% menor do que os comercializados no Brasil.


Com a telefonia é a mesma ladainha. Privatizamos tudo, temos quantidade, porém não temos qualidade de serviços, atendimento e produtos. Os celulares de última geração tecnológica são lançados no Japão, Coréia, Europa e EUA. Aqui usamos os aparelhos de terceira categoria a preço de luxo.


Não temos sinal em vários pontos e não temos tecnologia de ponta nos produtos comercializados pelas mesmas empresas que do outro lado do mundo dão show de eficiência e tecnologia.


Assim são as coisas no Brasil, aqui é o buraco negro do mundo, jogam seus produtos, cobram caro, remetem livremente seus lucros para poder compensar o investimento que fazem com tecnologia para outros povos. A VW durante muitos anos sustentou com a Indústria no Brasil a sua matriz na Alemanha. Ganhar dinheiro no buraco negro é fácil, as leis são feitas para o povo, não para a alta classe dominante.


Claro que, tudo isso orquestrado e com coadjuvantes de peso que são os nossos governantes que impõe a maior carga tributária do planeta e uma burocracia corrupta e nefasta que serve de cartão de visita aos empresários estrangeiros, eles então, fazem sua parte e aprendem a lucrar no Brasil.

Nenhum comentário: