13 de novembro de 2012

Noite de emoções no Espaço Cultural Alberico Rodrigues

“A amizade é uma alma com dois corpos”.
Aristóteles


A noite de dez de novembro de 2012 ficará marcada em minha vida por todo o sempre enquanto luz houver em minha alma e eu estiver andando pelos caminhos desta nossa passagem maravilhosa pela terra. Na presença de quem mais amo nesta vida, que são os meus familiares compartilhei com amigos novos e pessoas competentes uma bela noite de sábado em Sampa.


O local escolhido foi o Espaço Cultural Alberico Rodrigues na Praça Benedito Calixto em Pinheiro – SP, um misto de alfarrábio, livraria, galeria de arte, café e eventos musicais. Naquele local aconteceu a apresentação de meu livro O Tempo na Varanda simultaneamente a uma apresentação excelente da Banda paulistana Back in time.


Numa das guitarras meu irmão caçula, musico competente, estudioso, dedicado a musica e a família, que por sinal foi um dos responsáveis pelo encontro de poesia e musica.


Na plateia pequena, selecionada, estavam minha esposa, filhos, familiares, amigos queridos e ilustres pessoas amantes da poesia e da boa musica.


A chuva que despencou sobre aquela região da cidade quase, pois tudo a perder, como num passe de mágica, os anjos disseram amém e a tempestade parou a tempo de que tudo acontecesse dentro do esperado.


Fiz a leitura de algumas poesias, vendi alguns livros, ouvimos a Banda tocar várias canções entre Blues, rock, pop da melhor safra de todos os tempos.


Em seguida o poeta, escritor, guerreiro das artes e proprietário do local fez uma homenagem ao meu livro e a minha pessoa. Não precisaria, pois colocar meu livro naquelas prateleiras é uma homenagem e uma honra para qualquer escritor que está começando sua trajetória literária. Mas ele queria e fez muito mais, arrancando com suas palavras e sua verve literária muita emoção de nossos corações.


Indescritível a emoção que correu pelas minhas veias quando pela primeira vez me senti escritor, me fiz poeta e percebi sua extensão fora das páginas do meu primeiro livro. Lucia sua esposa, companheira de lutas, batalhas e versos apoiou a tudo e gerenciou todos os detalhes para que nada pudesse dar errado e não deu, com certeza.


A todos que estavam presentes no Espaço Cultural Alberico Rodrigues neste sábado, dez de novembro de 2012, só posso agradecer carinhosamente e dizer que jamais esquecerei esta noite com vocês. Na foto o momento em que o poeta Alberico, lê a poesia de minha autoria “A poesia nossa da cada dia”


Alberico Rodrigues - Escritor, poeta, teatrólogo, homem das artes!
Foto tirada por Marina G.Moia Jornalismo Unesp

Nenhum comentário: