14 de outubro de 2011

Tragédias? Não, apenas falta de ação do Poder Público

As tragédias se sucedem nas grandes capitais, algumas causadas pela natureza, outras pela falta de manutenção e fiscalização das prefeituras e do Estado.
Quando chove os governantes correm em socorro a números e índices pluviométricos para tentarem justificar o caos, para encobrirem a ausências das obras que prometeram quando se suas candidaturas ao cargo que ora ocupam.
As quedas de árvores em BH, SP, RJ independem de ventos fortes ou chuvas torrenciais, afinal as árvores não recebem nenhum cuidado, não são catalogadas, não recebem manutenção e cuidados preventivos, por isso um vento qualquer as derruba e fere, mata ou causa danos materiais.
Assim como nos jardim dos palácios onde eles habitam, as árvores nas ruas das cidades precisam de cuidados, verificação se estão infectadas por cupins, etc.
Na cidade do Rio de Janeiro as explosões estão matando, ferindo e tirando o sossego do carioca e dos turistas que visitam em grande quantidade aquela cidade.
Parte das explosões é causada por bueiros, que explodem pela falta de manutenção da Light, empresa concessionária de energia elétrica do RJ. O governo nada faz e se omite, não compra briga com a empresa, não multa e põe fim a esta situação esdruxula.
Ontem um novo exemplo da absurda incompetência e falta de ação da Prefeitura da cidade do RJ causou a morte de três pessoas e feriu gravemente outras dezessete. Um restaurante que funcionava no centro da cidade, ao lado de grandes empresas como Petrobrás, a mais de três anos sem licença da Prefeitura explodiu após vazamento de gás.
Como pode um prefeito permitir que na cidade haja um estabelecimento por demais conhecido irregular funcionando a mais de três anos? O povo diz que fiscais levavam grana? Será? Não creio. No Brasil isso raramente acontece.
Em SP o rio Tietê recebeu desde o governo Quércia, passando pelo tucanato há dezessete anos no poder aportes de milhões de dólares para limpar, construir estações de tratamento de esgotos e despoluir o maior rio de SP. Fizeram? Não!
Todo ano no período das chuvas o prefeito Kassab e o governador Alckmin ou qualquer outro tucano que esteja no trono culpa São Pedro, mas omite que as obras não foram realizadas, que o orçamento aprovado está intacto. Nada de piscinões, nada de Estações de tratamento de esgotos, nada de obras. Desculpas é mais fácil.
Isso vale para o nordeste e todo país, elegemos homens que não querem fazer nada, vagabundos, que usam o poder apenas para se perpetuar no poder ou manter seus esquemas por longos anos de vida. Sarney foi guindado ao poder como Governador do Maranhão pela ditadura em 1966, ou seja, 45 anos atrás ele já estava no poder.
Se as cidades tivessem equipes de fiscalização honestas, o dinheiro auferido com multas daria para resolver praticamente todos os problemas das cidades. Fiscalizações na área de saúde, área sanitária, epidemiológica, obras e comércio irregular dariam fortunas aos cofres públicos.

Nenhum comentário: